quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Eu mim

Comprometedor interior,
O de dentro da gente;
Intruso obrigatório,
Contraditório,
Revelador velado;
Nada mais incondicional,
Protetor,
Controlador,
Incomodador;
Quiseras ser sem ‘eu’?
Quisera ser...
Sem mim?
Adivinho sem fim,
Desencontro encontrado,
Interiorano macabro,
Descalabro dentro da gente...
Quem dera fosse um candelabro.

2 comentários:

maria disse...

Pra viver pendurado???

Keila, desculpe, não resisti! Essa semana estou terrível!!!

PS: quando BH vem de novo à terrinha?

Flávia B. disse...

eu mim...

eu... quem?

Beijos, moça!