segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Passo

Passo
Ninguém me vê
Passo, passei
Passo
Alguém acena
A cena me retém
Me contém
Passo e tudo bem
Passo e nada bem
Alguém me vê
E não me vê
Me desvê
Me revê
Passo de novo
Repito o passo
Vario o passo
Tonteio o passo
Quase caio
Atordôo o passo
Levanto o passo
Danço o passo
Confundo o passo
Descubro o passo
Esqueço o passo
Lembro o passo?
Quem me vê?
Quem me lê?
Na cadência do sentir
Na cadência do não sentir
Faço traço
Rastro passo
Passo assim mesmo
Passarei sempre
Com todos os passos

3 comentários:

Flávia disse...

Teus passos foram os mais harmoniosos de hoje, moça :)

Beijos!

Bernardo disse...

Conhece a Pizzaria do Passo em Ouro Preto?

Lavrador disse...

Eu leio serenamente...são passos a mais para mim...você consegue por no papel a sua dança. Muito bem!
Um abraço